Phil Spencer: Call of Duty continuará a ser lançado no PlayStation ‘desde que haja um PlayStation para enviar”


Phil Spencer, do Xbox, disse que, se a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft for concluída, a empresa continuará a enviar Call of Duty no PlayStation enquanto houver consoles PlayStation disponíveis.

No canal Same Brain no YouTube, Spencer disse (a partir das 28h40): “Não vamos tirar Call of Duty do PlayStation. Essa não é nossa intenção. Nossa intenção não é fazer isso e enquanto houver um PlayStation por aí para enviar, nossa intenção é que continuemos a enviar Call of Duty no PlayStation. Semelhante ao que fizemos com o Minecraft desde que o possuímos.”

Ele continua reiterando como a Microsoft manteve o Minecraft disponível em outras plataformas e que o Xbox poderia fazer o mesmo para Call of Duty nos próximos anos. Spencer também observa que os jogadores investiram muito tempo em seus respectivos ecossistemas de console e que a mudança mais notável é que mais jogos chegarão ao Game Pass. Spencer também disse que gostaria de ver a série no Nintendo Switch.

Em outros lugares, a PlayStation revelou hoje cedo que o recente lançamento de Call of Duty: Modern Warfare 2 foi o maior lançamento da PlayStation Store de todos os tempos para um jogo da franquia, incluindo pré-encomendas e vendas no primeiro dia.

Enquanto Spencer reitera sua intenção de manter Call of Duty na plataforma da Sony, o CEO da PlayStation, Jim Ryan, revelou no início deste ano que a Microsoft ofereceu apenas três anos adicionais para a franquia permanecer no PlayStation após a expiração dos contratos existentes.

Atualmente, a aquisição está sendo realizada pela autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido, bem como na cidade de Nova York e no Departamento de Justiça dos EUA. Em particular, o órgão de fiscalização da competição do Reino Unido começou recentemente a pedir a opinião do público sobre o assunto. No Brasil, a aquisição já foi aprovada, afirmando que seu objetivo é proteger o consumidor, não os próprios interesses do PlayStation.

George Yang é um escritor freelance para IGN. Você pode segui-lo no Twitter @yinyangfooey





Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *