O Washington Post teria fechado a seção de jogos



O Washington Post está fazendo uma rodada de demissões e cancelando seu rótulo de videogame Launcher no processo, de acordo com a repórter de mídia da Axios, Sara Fischer.

Fischer enviado para sua conta no Twitter O memorando da editora executiva do Washington Post, Sally Buzbee, enviado à equipe hoje, diz que a agência está demitindo 20 pessoas da redação e não preencherá 30 cargos adicionais em aberto que foram listados.

Embora o memorando não mencione o Launcher, Fischer citou duas fontes dizendo que o Post está descontinuando o título do jogo e o KidsPost, uma seção escrita para alunos da 2ª à 7ª série.

O Post apresentou o Launcher em 2019, descrevendo-o como “uma seção dedicada destinada a recalibrar conversas com jornalistas com formação clássica que cresceram jogando”.

A mídia de jogos foi atingida por inúmeras demissões nos últimos meses, com IGN, Polygon, GameByte, Game Informer, Future, Fanbyte, Vice e G4 passando por cortes desde julho passado, com o G4 fechando completamente menos de um ano após seu relançamento.

Mais recentemente, na semana passada houve demissões na GameSpot e na Giant Bomb, com outro corte na Polygon, controladora da Vox Media.





Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *